segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O INVERNO ESTÁ ACABANDO E VEM AÍ A ÉPOCA DAS CHUVAS! 2

Quando não é possível recuperar o telhado apenas com uma lavagem ou limpeza mais pesada, é porque chegou o momento, muito provavelmente, de trocar telhas, ripamento, caibros e/ou vigas. A troca de vigas e caibros raramente se faz necessária, exceto quando existe muita umidade e/ou pragas (cupins, por exemplo) que fazem com que o madeiramento seja destruido. O forro é um grande depósito de todo o tipo de sujeiras, pequenos animais, poeira, etc, e também pode comprometer o telhado.


Quando o telhado é confeccionado com material de boa qualidade, principalmente o madeiramento, bastam limpezas esporádicas para conservá-lo por anos a fio. Para evitar as pragas que destroem definitivamente o madeiramento usa-se veneno próprio como preventivo. Duas boas demãos de verniz também ajudam a conservação do madeiramento.


A colocação de manta térmica além de manter a temperatura da cobertura, ajuda na conservação de todo o madeiramento e forro ou lage.


No caso das telhas é ideal que seja aplicado impermeabilizante a cada dois anos. Esse cuidado faz com as telhas durem tanto quanto o madeiramento. Telhas previamente pintadas dispensam o uso de impermeabilizante.

Outros itens do telhado que são importantes, são as calhas e rufus. Apesar de serem confeccionados com ferro galvanizado, com o tempo tendem a enferrujar e criar buracos, comprometendo assim o seu objetivo. Uma revisão sistemática das calhas também é um preventivo de conservação. Veja se existem objetos ou acúmulo de sujeiras que criem poças de água. Verifique os condutores regularmente para se certificar de que não estejam entupidos. Pintar as calhas e rufos com impermeabilizante próprio evita o enferrujamento deles. De tempos em tempos devem ser repintados.


A boa conservação do telhado traz conforto e segurança aos moradores da casa, além da boa aparência que agrada aos olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário